São João de Meriti ganhou cartilha sobre o Plano Municipal de Políticas para as Mulheres (PMPM). A publicação foi lançada nesta sexta-feira, 1 de agosto, durante cerimônia de comemoração de 1 ano da sede do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM). A iniciativa é da prefeitura, por meio da superintendência da Mulher, da secretaria de Direitos Humanos e Igualdade Racial.

Cartilha foi lançada na sede do CEAM. Foto: Roberto Chahim.

Cartilha foi lançada na sede do CEAM. Foto: Roberto Chahim.

A cartilha traz uma versão revisada do PMPM, lançado em 2010, e descreve princípios orientadores do Plano para o quadriênio 2014-2017. “Esta cartilha será distribuída para que todas as mulheres do município tenham acesso a informações sobre o que o município está fazendo para a promoção e defesa dos direitos das mulheres. No PMPM de 2014-2017 foram alteradas as áreas temáticas, promovendo a ampliação da inserção de diferentes frentes de governo na execução das metas e ações a serem cumpridas em respostas às propostas, que são frutos dos diálogos entre o governo e a sociedade civil”, explicou Ciomara Santos, superintendente da Mulher.

A cerimônia de comemoração de um ano do CEAM contou com a presença de secretários e subsecretários municipais, além de representantes da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj, da secretaria de Articulação Institucional e Ações Temáticas da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Governo Federal, do Juizado Especial de Violência Doméstica, do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, entre outros. A comemoração também contou com apresentação do Coral da Mulher Meritiense, que cantou músicas gospel e da MPB, acompanhado por um grupo de chorinho.

De acordo com a Prefeitura, o CEAM foi inaugurado em 29 de julho de 2013, criado para dar apoio e suporte às mulheres vítimas de violência, com atendimentos especializados que envolvem as áreas da saúde, assistência social, justiça, defensoria pública, educação, trabalho e desenvolvimento econômico. A unidade conta com equipe de psicólogos, assistentes sociais e jurídicos que fazem acolhimento e acompanhamento de casos de violência doméstica, orientações sobre pensão alimentícia, aposentadoria e INSS, além de encaminhamentos para as secretarias de Saúde, Educação, Trabalho e Renda, Superintendência da Melhor Idade, e, em determinados casos, Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), Defensoria Pública e abrigos fora da Baixada Fluminense, neste último em casos de risco eminente de morte.

O CEAM funciona na Rua Defensor Público Zilmar Duboc Pinaud, s/nº, Vilar dos Teles, ao lado da prefeitura. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Informações pelo telefone. 2662-7626.