O tema: prevenção para redução da violência contra a mulher é delicado, mas a música tem tornado o aprendizado sobre essa questão mais suave. A Prefeitura de São João de Meriti, por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Igualdade Racial, deu uma nova roupagem para uma roda de samba, na qual o assunto principal é a Lei Maria da Penha. A ideia é para comemorar o Dia Internacional da Mulher, que acontece no dia 8 de março.

No fim dos encontros da roda de samba, na qual o assunto principal é a Lei Maria da Penha, homens e mulheres se reúnem para fotos. Foto: Assimp Meriti/Divulgação.

No fim dos encontros da roda de samba, na qual o assunto principal é a Lei Maria da Penha, homens e mulheres se reúnem para fotos. Foto: Assimp Meriti/Divulgação.

Além disso haverá palestras onde são informados os direitos da mulher, desde o Artigo 5º da Constituição Federal, até o Artigo 7º da LMP.

Ao utilizar sambas para gerar maior sensibilização sobre o tema, a equipe da superintendência da mulher leva um aparelho de karaokê e entre a exposição de uma lei e outra, faz a conexão do tema com sambas. As mais tocadas são: “Vou festejar”, de Bethe Carvalho; “Apesar de Você”, de Chico Buarque; “Deixa a Vida me levar”, de Zeca Pagodinho; e “É só”, de Gonzaguinha.

Com o aval do secretário de Direitos Humanos e Igualdade Racial, Paulo Sérgio Henriques Aguiar, o Paulinho do Sindicato, a responsável pela Superintendência da Mulher, Gláucia Tavares, criou a metodologia. Ela avalia o assunto como denso e disse ter buscado um atrativo que sensibilize a população meritiense.

“Escolhi o samba por ser inerente ao nosso Estado. Além disso, tenho visto que o ritmo, por ser bem contagiante, acaba agradando todas as gerações e religiões. É um tema complicado e denso. Eu queria abordar de forma que tivesse um atrativo interessante e diferente para colocarmos os pontos da palestra e que, ao mesmo tempo, fosse fácil de executar”, disse Gláucia Tavares.

A presença de homens na Roda de Samba não é proibida e já é encarada como algo comum. Eles também são instruídos durante a ação para terem comportamentos condizentes e não infringirem as normas da Lei Maria da Penha.

As palestras são realizadas uma vez por mês em residências, associações ou escolas. Em 2015, as ações foram efetuadas em cerca de dez locais. A primeira edição deste ano da Roda de Samba da Lei Maria da Penha será feita em homenagem ao Dia da Mulher, no dia oito de março, na parte da manhã, na Subsecretaria da Melhor Idade. À tarde, o encontro será na Creche Vila Ruthe.

Confira abaixo a agenda completa da Roda de Samba como homenagem para o Dia da Mulher:

Dia 8 – Durante a manhã, na Subsecretaria da Melhor Idade, na Rua Panamense, próximo à prefeitura, no bairro de Jardim Meriti. À tarde, às 14h, na Creche Tia Ruth, na Rua Moçambique, no bairro Jardim Santa Rosa.

Dia 9 – Em uma ONG (Jovem Rio), no bairro de Vilar dos Teles, às 10h, onde o encontro será voltado para pessoas ligadas ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). Durante o período da tarde, o Ciep 132 Municipalizado São João Bosco, em Éden, será a sede.