No dia 18 de março, às 19h, acontece o II Startuplink, evento que acontece na mesma semana do Congresso Mundial de Empreendedorismo e faz parte da programação oficial do evento.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=DUhUolLWSWE[/youtube]

A primeira edição reuniu mais de cem pessoas no Barzin, em Ipanema. O formato do evento é voltado para o networking, permitindo a interação entre empreendedores e investidores, como a Experimental Ad\Venture, Papaya e o RioCriativo, que são organizadores do evento.

No bar: Startuplink reúne a informalidade carioca com a formalidade do mundo dos negócios. Foto: Divulgação.

No bar: Startuplink reúne a informalidade carioca com a formalidade do mundo dos negócios. Foto: Divulgação.

De acordo com a organização, a maior vantagem ao participar do evento é conectar-se com o o ambiente empreendedor carioca, conhecendo startups e inciativas de fomento, além de conhecer “profissionais que estão doidos para trabalhar em uma startup”, sendo sócio ou parte da equipe, como explica João Marcos, Coordenador de Busca e Seleção na Experimental Ad\Venture, aceleradora da economia criativa com sede em Santa Teresa.

O evento tem também palestras e pitching: apresentações de ideias de negócios.

Chance de encontrar o futuro sócio para startup

No Startuplink será possível conhecer profissionais e empreendedores que possam ter um perfil exato para se tornarem sócios do seu negócio. É consenso entre os frequentadores do evento que o futuro sócio deve ter qualidades e habilidades complementares. Conhecer o futuro sócio num bar, em ambiente descontraído porém envolvido no clima empreendedor pode ser um bom passo.

No Startuplink haverão empreendedores montando sua startup, designers, programadores, empresários juniores, pessoal de aceleradoras e coworkings.

Baixada Fluminense está no alvo dos cariocas

“A Baixada é essencial para movimentar a cena empreendedora do Rio de Janeiro. Além da enorme quantidade de talentos e negócios promissores que estão presentes na região, o que impressiona mesmo é a capacidade dos seus empreendedores de se comunicarem e se conectarem com relação a diversos fatores ligados aos seus negócios. Essa capacidade é a que permite startups e pequenas empresas da região caminharem juntas, conquistando um público e clientes fiéis, que veem importância nessa identidade empreendedora da região” afirma João Marcos.

Coworking da Experimental: espaço recém-inaugurado à espera de negócios inovadores. Foto: Divulgação.

Coworking da Experimental: espaço recém-inaugurado à espera de negócios inovadores. Foto: Divulgação.

Diversas aceleradoras e incubadoras do Rio de Janeiro têm atraído empreendedores da Baixada Fluminense. Um exemplo dessa união é o RioCriativo, que tem um polo instalado em São João de Meriti. A Experimental Ad\Venture conta com empreendedores da região em seu networking.

II STARTUPLINK
Local: Barzin, Ipanema
Sgunda-feira (18/3), às 19h
Mais informações:  www.startuplink.me