O calçadão de Nova Iguaçu passou o início da tarde sem policiamento, o que levou lojistas a começarem a baixar as portas mais cedo.

De acordo com alguns comerciantes, as lojas estavam acordando para iniciar o fechamento às 15h, em vista da manifestação marcada para as 16h na Praça Rui Barbosa.

Agência do Banco do Brasil estava com tapumes. Foto: Aurélio Nascimento / Site da Baixada.

Agência do Banco do Brasil estava com tapumes. Foto: Aurélio Nascimento / Site da Baixada.

A agência do Banco do Brasil amanheceu com tapumes instalados no lugar dos vidros, assim como o prédio da Justiça do Trabalho, próximo à Prefeitura.

Apesar do comércio fechando, população estava nas ruas normalmente. Foto: Aurélio Nascimento / Site da Baixada.

Apesar do comércio fechando, população estava nas ruas normalmente. Foto: Aurélio Nascimento / Site da Baixada.

A Prefeitura de Nova Iguaçu tinha barricadas à frente do prédio.

O protesto de Nova Iguaçu é apolítica, organizada pelas redes sociais. “Isso é no mundo todo, esse tal de facebook e twitter, os caras organizaram isso em vários lugares do mundo!” exclamava um vendedor ambulante enquanto a reportagem do Site da Baixada fotografava a cidade.

A manifestação de hoje contará com participantes de diversos tipos. É o caso da Professora Denaína, que ministra história no colégio estadual Dom Walmor. “Eu trouxe alguns alunos, e espero que venham ourtros. São décadas de descaso na educação pública. Eles só mascaram”, explicou, enquanto conversava com outros jovens.

São esperadas mais de vinte mil pessoas cruzando o centro da cidade, de acordo com as confirmações das redes sociais.