Nesta quarta-feira (13/11), o Calçadão de Nova Iguaçu será palco de uma manifestação diferente: ao ritmo de poesia, teatro, música, dança e distribuição de livros, a II Parada do Livro vai mobilizar a população para o movimento que busca democratizar e ampliar a leitura no município transformando-o numa Cidade de Leitores.

Na semana passada, aconteceu um Conferência onde foi discutido o Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca (PMLLLB), elaborado pelo Grupo de Trabalho GT Iguaçulendo, formado por representantes do movimento social e do poder público. O PMLLLB é a expressão local das diretrizes da política pública de incentivo à leitura, implementadas pelo Ministério da Cultura através do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL).

De acordo com o movimento Baixada Literária, Nova Iguaçu pode ser o primeiro município do Estado a ter um plano municipal de leitura aprovado ainda este ano. A iniciativa das bibliotecas comunitárias, escritores, bibliotecários, professores têm o apoio da Prefeitura, através das secretarias de Ação Cultural e Educação e da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (Fenig) e da Comissão de Educação e Cultura da Câmara Municipal. O GT Iguaçulendo deve finalizar ainda este mês a proposta de Plano que será submetida ao executivo e encaminhada à Câmara Municipal.

A II Parada do Livro terá início às 15 horas na esquina da rua Nilo Peçanha com Via Light e caminha animadamente para um abraço literário na Praça Rui Barbosa.