O anúncio da obra de revitalização total do prédio do Mercado Popular de Miguel Couto, prevista para ter início a partir do próximo dia 15, foi feito na última terça-feira (02/06) num encontro que reuniu o prefeito Nelson Bornier, secretária municipal de Obras e Serviços Públicos, Carla Neves, a presidente da associação dos vendedores do Mercadão, Antônia Vera Lucia dos Santos, que estava acompanhada de uma comissão de lojistas e os vereadores daquela região, Gerciano Luz, Renato do Mercado e Carlinhos Presidente. A obra, que será realizada com recursos próprios da prefeitura, através da arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), terá duração de cinco meses, com objetivo de fomentar as vendas de final de ano.

Mercadão Popular de Miguel Couto será revitalizado. Foto: Divulgação.

Mercadão Popular de Miguel Couto será revitalizado. Foto: Divulgação.

O encontro, que aconteceu no gabinete de trabalho do prefeito, teve ainda a participação do engenheiro Roberto Soares, representante da empresa RS Radier, vencedora da licitação para construção da obra. Foi ele quem detalhou o projeto elaborado através da equipe de arquitetos da Secretaria Municipal de Habitação, Urbanismo e Meio Ambiente (Semuham). A obra vai começar pelo telhado, que ganhará telhas termoacústicas para refrescar o espaço. De acordo com a Prefeitura, o Mercadão terá acessibilidade, com rampas e banheiros adaptados para pessoas com deficiência e idosos. Toda a parte elétrica será refeita, colocando fim nas gambiarras. A fachada do prédio e todos os 87 boxes serão padronizados. “A beleza e conforto do local é importante para quem trabalha e para quem frequenta”, assegura Bornier.

O Mercadão de Miguel Couto ficará fechado durante o período de obras. Os comerciantes venderão suas mercadorias na praça da Rua Professora Marli de Carvalho Pereira, em frente ao mercado popular.

Referência na venda de vários produtos, do vestuário a comidas típicas, o Mercadão Popular de Miguel Couto chega a receber cerca de três mil consumidores nos finais de semana. “Vem gente de todos os lugares, até de Niterói. Nosso diferencial é a qualidade dos produtos e os eventos que promovemos. Nós merecemos esta obra”, destacou a presidente da Associação dos vendedores do Mercadão, Antônia Vera.