Aipim, mandioca ou macaxeira. O nome do produto pode até mudar, dependendo da região do país, mas em Japeri o que realmente importa é o sucesso que ele faz. O município, segundo declaração do Prefeito Ivaldo Barbosa dos Santos, o Timor, durante celebração da Semana da Agricultura Familiar, em julho, é o maior produtor da raiz no estado do Rio de Janeiro. De acordo com dados da Secretaria de Agricultura e Pesca (SEMAPE), Japeri produz aproximadamente 7 mil toneladas de aipim por ano.

Município produz aproximadamente 7 mil toneladas por ano da raiz que faz sucesso no cardápio. Foto: SECOM.

Município produz aproximadamente 7 mil toneladas por ano da raiz que faz sucesso no cardápio. Foto: SECOM.

Mas não só de aipim é feito o sucesso da agricultura de Japeri. As cerca de 650 propriedades da Agricultura Familiar existentes no município também são responsáveis pela produção de outros alimentos que fazem parte da mesa dos brasileiros, como banana, limão, goiaba, abacaxi, batata doce, abóbora, jiló, pimentão, quiabo, alface, tomate, couve e mel, entre outros.

“Japeri tem 70% de sua área geográfica rural e conta com 658 agricultores familiares, que produzem frutas, folhas, raízes, ervas condimentadas e aromáticas, plantas ornamentais, produtos apícolas, entre outros”, explica Timor, prefeito da Cidade.

Desde o início de trabalho da atual gestão municipal, em 2009, Japeri tem apresentado crescimento de 5% ao ano na produção agrícola. Os produtos são levados para fora da cidade, mas também integram o cardápio dos japerienses. Eles podem ser comprados na Feira da Roça da Agricultura Familiar, que acontece duas vezes por semana. Às quintas-feiras, os feirantes se reúnem na Rua Leni Ferreira, no Centro de Japeri, das 7h às 13h. No mesmo horário, mas às sextas, as barracas são montadas em frente à Praça Olavo Bilac, no Centro de Engenheiro Pedreira.