Em Nova Iguaçu o Dia Nacional de Mobilização contra o aedes aegypti foi de muito trabalho. A secretaria municipal de Saúde preparou uma programação que durou até o início da tarde de sábado (13/02). Ações simultâneas aconteceram em seis pontos estratégicos da cidade:  praça Rui Barbosa, Top Shopping, Maternidade Mariana Bulhões e em praças dos bairros Austin, Miguel Couto e Cabuçu.

Foto: Alziro Xavier

Foto: Alziro Xavier

O balanço da ação foi positivo, de acordo com técnicos e organizadores. Foram recolhidos dois mil pneus, os carros-fumacê percorreram 300 quarteirões e 15 mil imóveis foram vistoriados. Cerca de 1.500 servidores, entre eles 480 militares do Exército Brasileiro, participaram da ação, que contou ainda com farta distribuição de material informativo.

Em todos os locais onde a campanha aconteceu as pessoas eram orientadas sobre os cuidados para combater o Aedes Aegypti, recebiam folhetos informativos e cartilhas educativas.

Médicos do programa Mais Médicos se uniram aos agentes da Vigilância Ambiental em Saúde e da Atenção Básica para tirar dúvidas, principalmente sobre os sintomas das doenças causadas pelo mosquito. Na praça Rui Barbosa, ponto principal da campanha, uma equipe de divulgação usou placas de sinalização e megafones para despertava a atenção dos pedestres. No local foi montada a maquete de uma residência que abriga muitos criadouros do mosquito.

Para o secretário municipal de Saúde, Emerson Trindade, a participação da população é fundamental. “O governo municipal tem se esforçado para que todos sejam alcançados com ações de combate e conscientização. Estamos nas ruas todos os dias e intensificamos o nosso trabalho. No entanto, não vamos vencer esta luta contra o mosquito se a população não participar”, alertou Emerson Trindade.

Em Nova Iguaçu, o trabalho de combate ao Aedes aegypti é contínuo. Só em 2015, os agentes da Vigilância Ambiental em Saúde realizaram mais de 1,5 milhão de vistorias, foram adquiridos cinco carros-fumacê para reforçar o combate ao mosquito e criada uma campanha publicitária municipal específica para alertar às gestantes. No fim do mês de janeiro, deste ano, o município recebeu dois carros novos para reforçar a frota de combate ao mosquito.

A preocupação do comerciante Sebastião de Assis é a mesma de muitas pessoas. “ Infelizmente muitos insistem em não colaborar. Não precisaria de todo este trabalho das autoridades se cada um fizesse o dever de casa. Temos que mudar de hábito, caso contrário teremos um futuro triste com muitas pessoas com problemas sérios de saúde”, ressaltou o comerciante.

Por meio do telefone 2668-2300 é possível fazer denúncias, obter informações sobre o trabalho dos agentes, tirar dúvidas sobre o mosquito e as doenças causadas pelo Aedes aegypti. Quem desejar também pode procurar a Vigilância Ambiental em Saúde, que fica na avenida Governador Amaral Peixoto, nº 950, no Centro de Nova Iguaçu. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.