A Prefeitura de Mesquita, por meio da Coordenadoria de Diversidade Sexual, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), seleciona voluntários para participar de pesquisas sobre um novo medicamento que contribuirá para a prevenção do HIV/AIDS. A pesquisa começou a ser realizada no início de janeiro e vai durar dois anos.

Segundo o coordenador da Diversidade Sexual, Neno Ferreira, a camisinha é o método mais seguro de prevenção ao HIV/AIDS, mas é utilizada por apenas 60% da população sexualmente ativa. Por este motivo, é fundamental que novas estratégias de prevenção sejam pesquisadas. Os candidatos a participar da pesquisa serão selecionados na Fundação Oswaldo Cruz e por indicações de parceiros.

Depois de passar por uma avaliação completa do estado de saúde, serão selecionados os candidatos inscritos, homens e mulheres, de 18 a 65 anos, não infectados e com baixo risco de contrair o HIV. O remédio, que já provou ser seguro em testes anteriores, é injetável, será aplicado a cada três meses e o acompanhamento dos voluntários terá uma duração total de dois anos.

“Estamos em parceria com a Fiocruz iniciando uma pesquisa para testar um novo medicamento antirretroviral que poderá ser usado na prevenção da infecção pelo HIV. Precisamos de participação nesse estudo preliminar, que vai verificar se a medicação que estamos testando é segura para a população”, disse Neno. Para mais informações entre em contato pelo número 2697-8803.