Em mais uma ação pioneira, a Prefeitura de Magé criou a Sala Municipal de Coordenação e Controle para Enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti. Esse novo dispositivo permitirá uma maior interligação entre as secretarias governamentais com ações conjuntas de mobilização social.

Reunião no gabinete. Foto: Jorge Luiz.

Reunião no gabinete. Foto: Jorge Luiz.

A criação desta nova ferramenta é de autoria da Secretaria de Governo, capitaneada pela secretária Soninha, e está de acordo com a Instrução Operacional Conjunta MDS-MS do governo federal.

Serão elaborados, gerenciados, executados e monitorados todas as atividades e ações para combater o mosquito transmissor da dengue, chikungunya e vírus Zika.

“Só com uma estratégia definida nós vamos conseguir exterminar o vetor. Temos que conscientizar e educar a população, com um trabalho dentro das secretarias e extensivo a todo município. Penso que temos atuado de forma correta até o momento, mas podemos fazer mais e vamos fazer”, destacou o prefeito Nestor Vidal.

“A criação desse dispositivo vai facilitar as ações da prefeitura no combate a essa epidemia. Temos que enfrentar essa demanda com muita coragem e inteligência para que não haja erros. A população não pode sofrer consequências trágicas, principalmente as gestantes, com o vírus Zika. Não podemos perder a guerra para um mosquito, temos que atuar de forma firme”, disse a secretária Soninha.

Para a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Selma Vaz Vidal, a participação de representantes de cada secretaria, atuando e trocando informações de forma unificada, vai aumentar ainda mais a eficácia no combate ao mosquito vetor.

“A disposição desta sala vem de encontro ao estabelecido pelo governo federal. Estamos passando por uma epidemia muito séria e temos que nos preparar de forma prática e eficaz. Acredito que este alicerce vai nos proporcionar maior rapidez e agilidade nas ações de combate ao mosquito”, afirmou.

As atribuições da Sala Municipal de Coordenação e Controle foram discutidas durante o primeiro encontro dos participantes, que ocorreu na sede da prefeitura.

Serão planejadas e executadas ações de combate ao mosquito no município, mobilização de pessoal, insumos, equipamentos e logística para intensificar a campanha de combate, gerenciamento de estoques de adulticidas e larvicidas, repasse de informações à Sala Estadual de Coordenação e Controle as necessidades logísticas para o cumprimento da mobilização e combate ao mosquito, levantamento de dados para indicadores, consolidação de dados e informações a serem remetidos às Salas de Coordenação e Controle, integração das equipes de agentes de endemias e comunitários de saúde nas atividades de mobilização, além de engajar as equipes de saúde para o trabalho de conscientização e orientação da população, envolvimento de professores e alunos das instituições de ensino, incentivo da participação da sociedade civil e a avaliação dos resultados da intensificação da campanha para a continuidade das ações.

Farão parte da Sala de Coordenação e Controle um titular e um suplente das secretarias envolvidas. Farão parte do staff representantes do Gabinete do Prefeito, da Saúde (Coordenação de Educação em Saúde, Coordenação de Controle de Vetores, Vigilância em Saúde, PAISMCA, Estratégia em Saúde da Família), da Assistência Social, da Defesa Civil, do Meio Ambiente, da Educação, dos Serviços Públicos, da Ordem Pública e da secretaria de Obras.

Todas as pessoas que queiram realizar denúncias podem ligar para os telefones disponibilizados pela Sala Municipal de Coordenação e Controle para o Enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti: 199 2739-4512 e 3739-1883.