A secretaria de Saúde de Duque de Caxias, a través do Departamento de Vigilância em Saúde, estará promovendo até esta quarta-feira (23/03), a Semana de Luta contra Tuberculose em várias unidades de saúde do município. As ações marcam também o Dia Mundial de luta contra a doença lembrado no dia 24 de março.

A campanha de luta contra a tuberculose na UPH do Pilar atraiu muita gente. Foto: Rafael Barreto.

A campanha de luta contra a tuberculose na UPH do Pilar atraiu muita gente. Foto: Rafael Barreto.

Durante três dias as Unidades Pré-Hospitalares do Pilar, Saracuruna, Campos Elíseos e Xerém, o Centro Municipal de Saúde, A Unidade Básica de Saúde Antônio Granja, a UPA Parque Beira Mar e o Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo estarão fazendo campanha e atendimentos com coleta de escarro e teste de HIV.

Na última segunda-feira (21) a Unidade Pré-Hospitalar do Pilar deu início a campanha atendendo moradores da região que fizeram o exame, que tem resultado em até 48 horas. Se der positivo o paciente é contatado pela unidade para iniciar o tratamento, que dura de seis a nove meses.

O remédio é gratuito e os que necessitarem de transporte são inscritos no Vale Social e recebem também cesta básica de incentivo da unidade em que faz o tratamento. Pelo protocolo todos os pacientes são orientados a fazer o teste de HIV.

Milton Teixeira Martins, de 71 anos ficou preocupado com a tosse contínua e procurou atendimento na unidade de saúde do Pilar. Foto: Rafael Barreto.

Milton Teixeira Martins, de 71 anos ficou preocupado com a tosse contínua e procurou atendimento na unidade de saúde do Pilar. Foto: Rafael Barreto.

A UPH do bairro Pilar atende no programa de Combate à Tuberculose, cerca de 45 moradores entre adultos e crianças. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira das 7h às 17h.

Milton Teixeira Martins, de 71 anos procurou a unidade reclamando de tosse há mais de 15 dias. Atendido pelos profissionais da equipe do programa fez o exame, assim como de HIV.

“Essa tosse está me incomodando muito. É melhor procurar o médico para descobrir o que eu tenho. Espero que não seja nada sério”, disse o aposentado.

A doença

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que afeta os pulmões, mas pode acometer ainda os rins, a pele, os ossos e os gânglios. O contágio é pelo ar, através da tosse, espirro.  O principal sintoma é a tosse. Outros sintomas são a falta de apetite, emagrecimento e suor noturno acompanhado de febre baixa, que é mais comum no final da tarde.

O diagnóstico é confirmado por exames de baciloscopia e a cultura do escarro,  e também pelo Raios-X de tórax. As pessoas portadoras do HIV, em função da diminuição da defesa do organismo, assim como os diabéticos, os fumantes, as pessoas que fazem uso de álcool e outras drogas e aquelas privadas de liberdade são mais vulneráveis a doença.

As autoridades de saúde informam que a prevenção é feita através da vacina BCG, recomendada para aplicação no primeiro mês de vida da criança.  Outra forma é através da prevenção secundária, recomendada para que convive com uma pessoa doente, em casa ou no trabalho.

O tratamento é feito com remédios distribuídos de graça nas unidades de saúde e o tratamento não pode ser interrompido. Se o doente seguir as orientações do médico e poderá ficar curado da infecção em seis meses.