Em nota, a Prefeitura informou a assinatura do decreto que deixa a cidade em Estado de Emergência Pública Municipal. A medida acontece após uma série de ações violentas em diversos pontos da cidade.

Decreto 5852/2016, de 01 de junho de 2016, estabelece que a prefeitura poderá adotar medidas urgentes para restabelecer a ordem pública.

Decreto 5852/2016, de 01 de junho de 2016, estabelece que a prefeitura poderá adotar medidas urgentes para restabelecer a ordem pública.

Leia na íntegra:

A Prefeitura de São João de Meriti acaba de decretar o Estado de Emergência na Segurança Pública Municipal. O decreto 5852/2016, de 01 de junho de 2016, estabelece que a prefeitura poderá adotar medidas urgentes para restabelecer a ordem pública e a paz social. Buscará, através de ofícios enviados ao Governo do Estado, pedindo reforço no efetivo do 21ºBPM, e à Presidência da República, por meio do Ministério da Justiça, liberação das Forças de Segurança Nacional.

A Prefeitura Municipal vem aguardando uma posição do Governo do Estado sobre o crescente aumento da violência, devido à migração oriunda das UPPs, mas até o momento não obteve resposta. Desde a criação do programa UPP o índice de criminalidade tem aumentado assustadoramente no município, chegando a níveis intoleráveis para a população de São João de Meriti.

Através deste ato, a Prefeitura pretende conseguir a ajuda necessária para combater a migração desses marginais que invadiram os bairros e estão aliciando menores para a violência.

No próximo dia 13 de junho, às 8h, o Movimento Meriti Pela Paz vai realizar uma manifestação pacífica na Praça dos Três Poderes, em frente à prefeitura. O objetivo do movimento é unir a sociedade civil, entidades de classe e representantes comerciais. A Prefeitura de São João de Meriti está apoiando o movimento, que fará um abraço na praça e seguirá até a Casa do Alemão, interditando uma parte da pista da Rodovia Presidente Dutra.